Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Nossa História

O Instituto de Geociências e Engenharias - IGE tem sua origem no antigo Campus Universitário da UFPA em Marabá, nos cursos de graduação em Sistema de Informação, Geologia e nas Engenharias de Materiais e de Minas e Meio Ambiente, fundados entre os anos de 2002 e 2005.

Em particular, esses dois cursos de Engenharia foram resultados de um convênio entre a UFPA e a Empresa Vale S.A., que viabilizou a construção dos primeiros Prédios de Salas de Aula e Laboratórios do Campus II, além do Auditório, da Biblioteca e da Lanchonete mais conhecida como “Tapiri”. Além construção desses espaços, esse convênio também ensejou a aquisição dos primeiros equipamentos de vários laboratórios desses cursos.

Ocorrido pouco mais de uma década da criação do primeiro curso de graduação do IGE, o Campus Universitário de Marabá desmembrou-se da Universidade Federal do Sudeste do Pará – UFPA, dando origem a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – Unifesspa, que foi criada através da Lei 12.824 de 5 de junho de 2013.

Com a criação da Unifesspa, se fez necessário a institucionalização de Unidades Acadêmicas, e diante disso, o reitor pró-tempore, professor Dr. Maurilio de Abreu Monteiro, assinou a Portaria nº 60 em 19 de setembro de 2013 dando origem ao Instituto de Geociências e Engenharias, uma Unidade Acadêmica de formação superior em graduação e pós-graduação, voltada para a área de conhecimento das Engenharias, Computação e Geociências, formada por quatro cursos distribuídos em subunidades acadêmicas denominadas Faculdade de Computação e Engenharia Elétrica (Faceel), Faculdade de Engenharia de Materiais (Femat), Faculdade de Engenharia de Minas e Meio Ambiente (Femma) e Faculdade de Geologia (Fageo).

Em dezembro de 2013, o Instituto realizou a primeira reunião do seu órgão colegiado máximo, a Congregação IGE, inicialmente composto apenas pelos diretores do Instituto, os diretores das quatro faculdades; dois representantes dos discentes, dois representantes dos técnicos administrativos e um representante dos docentes.

Além dos cursos já existentes, em 2014, o Instituto ampliou ainda mais o leque de opções no campo das engenharias ofertando cinco novos cursos, que forma incorporados as Faculdades já existentes. Nesse contexto, o curso de Engenharia Mecânica foi incorporado à Faculdade de Engenharia de Materiais, Engenharia Química foi vinculado à Faculdade de Engenharia de Minas e Meio Ambiente, enquanto que Engenharia Civil foi alocado na Faculdade de Geologia e Engenharia da Computação e Engenharia Elétrica adicionados à Faculdade de Computação e Engenharia Elétrica.

E assim, o IGE vem contribuído, de forma significativa, para o desenvolvimento do Estado do Pará, empreendendo pesquisas no seu campo científico e técnico na busca de produção e inovações tecnológicas, desenvolvendo atividades de extensão abrangendo ações voltadas aos principais problemas do Estado e da Região e formando profissionais e indivíduos capazes de promover a transformação e o desenvolvimento da sociedade.

registrado em:
Fim do conteúdo da página